Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O tempo é implacável
em sua ação.
O tempo pensa.
O tempo...
é minha criação.

Eu viajo mais rápido
que o tempo,
eu ando mais rápido
que o tempo...
Eu choro o que o
tempo não chora.
Eu apenas caminho...

Corro,
paro,
corro,
ando,
deito...

O pôr-do-sol
está mais afoito,
não sei o que o Sol procura e
do que se esconde.
Também não sei por onde
desvendar a Lua.

Muitas vezes estive cansado
e quis me esconder,
não escondi e deixei
o Sol se por.

Eu durmo imaginando
todas as faces.
Eu durmo já sonhando
pela noite
que não fala e só observa.

Queria estar num lugar
que o tempo não me dará.
Queria realmente estar no topo
da montanha
olhando o tempo passar,
olhando o apagar de todas as faces;
deitar no mundo imenso e
dormir.

Manoel Vinícius M. Souza
(22/09/10)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque sua impressão na estante...